FAMÍLIA GRAVE

ANOS DE HISTÓRIA E TRADIÇÃO

A ligação da família Grave à Quinta de São José de Peramanca remonta ao início do século XX. Foi em 1913 que o bisavô de João Grave, adquiriu estas terras e assim, esta propriedade tem sido o centro da Casa Agrícola das últimas quatro gerações desta família, tradicionalmente ligada à agricultura e criação de gado.

O atual proprietário João Grave, após um processo de partilhas, assumiu o comando da Quinta de São José de Peramanca, tendo decidido desde logo apostar na produção de vinhos como forma de rentabilizar a propriedade. A ligação e envolvimento do proprietário e da sua família nestas terras é evidente e visível, exemplo disso é a relação que Joaquim Grave (Pai de João Grave), falecido em Outubro de 2012, tinha com a Quinta, até aos 90 anos dormiu no quarto ao lado do que o viu nascer.

Hoje, João Grave vive na quinta. Sua Mãe, a poetiza e pintora Maria Tereza de Vasconcelos e Sá Grave, dedicou um poema a este vinho no seu livro "Frutos do Tempo".