historial

SÉC. XVI

D. Manuel I escolhe o vinho desta região para embarcar nas caravelas com a recomendação de "ser bebido apenas pelo capitão e seus pares e constituir oferta para os povos que fossem encontrar".

Na carta de Achamento do Brasil, Pedro Vaz de Caminha menciona o agrado dos indígenas ao beberem o vinho oferecido pelos portugueses, pelo que se diz, ainda hoje no Brasil, que este é o vinho levado por Pedro Álvares Cabral.

É também neste século que a referência aos vinhos destas terras surge inscrito pela primeira vez na história de Portugal.Duarte Nunes de Leão, refere-se, assim, na sua obra Descrição do Reino de Portugal "Em Alemtejo há os vinhos da cidade de Évora, de que sao mui estimados os de Peramanca em sabor e subsistência: dos quais dizia um grande médico que, por sere mui amigos do estômago e da natureza, tanta força poem em um copo como pão, vinho e carne de outras partes".